Domingo , 26 Maio 2019

Autoridades falam sobre alternativas de combate à violência

O mês de maio foi marcado por várias ocorrências de assassinatos a pessoas no município de Capanema, razão do aumento da preocupação, não somente por parte dos moradores, como também das autoridades que procuram alternativas para a minimização dos problemas.
Visando reforçar a segurança na cidade, a prefeitura reativou postos de segurança nas saídas, tendo eles a função de fiscalizar, sobretudo a invasão de drogas e armas, uma prerrogativa do prefeito Chico Neto que havia anunciado desde o início de seu governo. Em seu programa de rádio, o prefeito tem falado bastante no assunto segurança, demostrando sua preocupação em agilizar as ações para bloquear a invasão de infratores e também as ações internas com as parcerias firmadas entre o município e as polícias.
Por sua vez, a Polícia Militar também tem se pronunciado e Major Mendes, ao participar do programa Improviso na Rádio Antena C, foi enfático ao afirmar que algumas problemáticas contribuem para melhorias ao combate a criminalidade, destacando a falta de efetivo e também de viaturas, mas que os aprovados no concurso público estarão entrando na Academia de Polícia para ingressarem na corporação, previsão para o início do próximo ano.
Para o secretário municipal de segurança, Valdemir Martins, aparelhar e aumentar o número do efetivo da Guarda Municipal é principal tarefa do governo, para o reforço na segurança interna. Estão sendo feitos estudos para que a Guarda Municipal possa armar seus agentes, pois a lei já foi aprovada. O uso de drogas é outro agravante que contribui para o aumento da violência e a destinação de políticas públicas é solução plausível, pois é visível usuários andando nas ruas, pondo em risco suas próprias seguranças e também de outras pessoas. Essa é a linha de pensamento do vereador Rubens Ancelmo, presidente do Poder Legislativo Municipal.
As últimas ocorrências realmente tem colocado a preocupação em primeiro plano e o mês de junho, em seu primeiro dia, registrou o assassinato do comunicador Mizaque Rodrigues, fato que causou certa comoção na cidade, porque ele era uma pessoa bastante conhecida. De fato em fato e de caso em caso, aumenta a estatística da violência, tendo as autoridades que procurarem meios de projetarem alternativas de soluções.

Sugestão: Por iniciativa do Jornal de Capanema, está sendo divulgada nas redes sociais a realização de uma campanha: “Capanema pede Paz”, para que seja feita mobilização social com a participação popular em ato público, quando o assunto violência será o principal foco, excluindo-se as divergências politicas/partidárias e religiosa.

Edição e Digitação: Dyah Sousa
Texto: Paulo Vasconcellos
Fotos: Dalva Vasconcellos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*